quarta-feira, maio 21, 2008

Segurem-me senao eu ainda mato alguem

Segurem-me senao eu ainda mato alguem

Estou com tanta raiva mas tanta raiva que ainda mato alguem.
Ha tanta gente preguicosa e incompetente neste mundo, e ha demasiada gente que se apoia abusivamente nos que fazem o trabalhinho todo, ie, EU!!!!!!

2 comentários:

125_azul disse...

Andava há dias sem te ler porque não conseguia entrar no teu blog, clikava nops favoritos, escrevia o endereço todo e nada, não abria a página, aparecia um aviso em inglês a dizer que era só para convidados; já me tinha acontecido no da Aenima e eu a pensar, ai estas gaijas do Porto, ai ai!!!
Mas prontossss, como sou insistente, hoje lá consegui e tive uma porradona de coisas para ler : compreendo o teu lado não -susaninha, eu também ñão era praí virada mas depois foi o que se viu. Há pessoas que não deviam jamais arriscar-se nesta aventura, assim como há as que não deviam tirar a carta, casar, cozinhar, pintar, escrever livros... cada um é para o que tem talento e é preciso ter tomates para não nos limitarmos a cumprir calendário. ADORO quando te pões a falar do teu MARIDO, eu também quando finalmente casei no registo fazia um chavascal enorme com o recém-adquirido título...
E sim, há demasiados estupores a pendurar-se nas nossas costas, mas eu (e tu também, aposto) não gostaria de trocar de lugar com eles: onde despejaríamos a nossa raiva e como nos congratularíamos por sermos quem somos depois?
Ai que já me estiquei. Desculpa, era das saudades.
Beijinhos

Melões Melodia disse...

Isso e porque deixas ;)
beijos