quinta-feira, julho 01, 2010

as minhas barracas

Na segunda feira, no comboi a caminho de casa, estava eu sentadinha e confortavel quando virei a cabeca pro lado e vi uma senhora gravida de prai 6 ou 7 meses de pe. Como o comboio estava cheio, toquei-lhe no braco e pergunte-lhe: quer-se sentar aqui? A senhora olhou pra mim como se me fosse matar e disse com voz igualmente matante que nao. Isto e, a puta da gaija nao estava gravida.

Liguei a Altinha Pintona do comboio e contei-lhe a situacao. Ela la se perdeu de rir, dizendo que nao, isto nao acontece a mais niguem, so mesmo a mim. E perguntou se eu nao tinha visto o umbigo revirado pra fora. Ora porra nem todas as gravidas ficam com o umbigo assim, carago!

Mas o melhor de tudo foi o comentario do meu colega (gaijo, australiano, e nem 30 anos tem) - Mais vale uma gorda a chorar, que uma gravida de pe...


ps - nas mesmas 24 horas Portugal foi expulso do Mundial; eu fiz marcha a traz com o meu carro e bati no meu portao; e rachei uma lente de contacto no olho tendo passado um dia meia cega. Comentario dum cliente: e aquilo da lente nao foi antes do carro pos nao?

4 comentários:

Helena Barreta disse...

Essa confusão que se instala em nós, "será gorda, ou estará grávida?", é comum.

Um dia destes vejo ao meu lado no ginásio uma "grávida" e pensei: é preciso ter coragem, deve estar para ter a criança não tarda, pergunta-lhe a instrutora: há quanto tempo foi mãe? Resposta: 1 mês e eu agradeci ao bom senso não ter feito nenhum comentário.

Bom fim de semana

Beijinho

C. disse...

Por causa deste teu post dei eu uma grande barraca no metro!
Estava eu a destilar no metro com um vestidinho muito fresquinho que admito e' um bocado a mama e uma senhora de meia idade perguntou-me se eu queria me sentar... nao percebi a primeira o porque da generosidade e disse-lhe com um sorriso nao obrigada. Mas depois comecei a rir feita tolinha porque me lembrei deste post ehhehehe
Devia ter ficado furiosa, mas so me dava para rir!!

Rafeiro Perfumado disse...

Já me aconteceu, tive de fingir que ia sair na estação a seguir. Aconselho-te a passares a andar com um estetoscópio!

AEnima disse...

Se tivesses a minha sorte, a gaja ainda era portuguesa e percebia o teu telefonema!